Limpeza de fossa condominial: 5 dicas para livrar-se de problemas

Fossatrat
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no facebook

A limpeza de fossa do condomínio é uma das tarefas incluídas na gestão condominial, fundamental para garantir o bem-estar dos moradores. Essa demanda merece uma atenção especial, pois precisa ser cumprida com eficiência e regularidade, a partir de métodos como:

  • Coleta em fossa séptica;
  • Tanque de coleta;
  • Hidrojateamento;
  • Estação de tratamento de efluentes;
  • Biorremediadores.

Serviços, como verificação das caixas de gordura, ralos e limpeza de fossa, quando realizados regularmente a cada seis meses, garantem um controle sobre o descarte de resíduos produzidos pelos condôminos.

Homem com equipamento de segurança fazendo a limpeza com jato d'água em um condomínio

Nesse contexto, vale lembrar que o volume de resíduos gerado todos os dias, seja em um condomínio residencial ou comercial, é grande. Por isso, a limpeza de fossa cumpre uma importante função para que o sistema de esgoto possa permanecer em funcionamento.

Ainda, de acordo com a Lei 4.591/64, os condomínios devem estar próximos a áreas que estejam ligadas diretamente à rede de tratamento de esgoto. Em caso de impossibilidade, é preciso que se tenha uma estação de tratamento própria.

Quer saber mais sobre as 5 maneiras de realizar a limpeza de fossa em condomínios? A Fossa Trat te explica tudo o que você precisa saber! Acompanhe a leitura e aprenda sobre esse processo essencial para o bem-estar condominial. Confira:

5 métodos de como fazer tratamento de esgoto em condomínios

Quando chega o momento de fazer a manutenção periódica da fossa, o processo pode gerar dúvidas em condôminos e síndicos sobre qual a maneira mais eficiente de se realizar o procedimento. É uma preocupação válida, especialmente porque a limpeza inadequada gera uma série de problemas:

Foto de um sistema de esgoto e ao fundo um condomínio de prédios

  • Sobrecarga no sistema de esgoto condominial;
  • Descumprimento da legislação vigente;
  • Mau cheiro nas residências;
  • Proliferação de insetos e outras pestes.

Para que você não sofra com dores de cabeça e problemas desnecessários, listamos 5 métodos eficientes para a limpeza correta de fossas condominiais, confira:

Limpeza de fossa a partir de coleta em fossa séptica

O método da fossa séptica é muito simples e fácil de ser aplicado. Nesse processo, a limpeza da fossa com a coleta do material em tanques, onde são decantados – ou seja, passam por um processo de separação entre os sólidos e os líquidos –, e digerido por microrganismos, sobretudo bactérias.

Já falamos tudo sobre como agem as bactérias em fossa séptica aqui no blog – não deixe de conferir.

Foto de uma coleta de dejetos de esgoto de um bueiro

Após esse processo de coleta e tratamento, há um resíduo restante na fossa, o chamado lodo, que precisa ser retirado e levado para aterros sanitários. A fossa séptica é um processo eco friendly que ajuda a frear a poluição das águas e lençóis freáticos.

Uma dificuldade que esse método pode apresentar é em relação ao volume de resíduos que precisam ser tratados. Condomínios horizontais e verticais com muitos moradores apresentam um grande volume de resíduos a serem tratados, o que gera trabalho extra para quem opta por essa solução.

Contratação de tanque de coleta

O tanque de coleta é outro método muito adotado na limpeza das fossas de condomínios. Com um caminhão, chamado de auto-vácuo ou limpa fossa, os resíduos sólidos e líquidos são bombeados por sucção e transferidos para um tanque no próprio veículo.

Feito isso, eles são transportados até uma estação de tratamento de esgoto para serem tratados e devidamente descartados. Vale lembrar que todo o procedimento deve ser feito por profissionais especializados no assunto e licenciados.

Afinal, os resíduos resultantes da limpeza da fossa são altamente poluentes, e necessitam de um tratamento correto!

Novamente, aqui, surge a questão do volume de efluentes, especialmente em condomínios comerciais e altamente populosos. Nesses casos, reiteramos a importância da contratação de empresas qualificados, devido à grande demanda do serviço. 

Hidrojateamento de esgoto

O hidrojateamento é um serviço com foco emergencial, em momentos em que a situação foge do controle condominial. É, por isso,utilizado apenas em casos de entupimento, ou seja, quando a limpeza de fossa precisa ser realizada de forma mais intensa. 

Foto de um processo de limpeza via hidrojateamento sendo executada

Isso porque, com o acúmulo de gordura e de detritos, canos e tubulações de esgoto podem fazer com que a limpeza de fossa por métodos mais convencionais fique temporariamente impossibilitada.

Nessa situação, um caminhão de alta pressão, equipado com mangueiras, higieniza a rede, retirando as sujeiras que possam impedir a limpeza de fossa rotineira do condomínio e permitindo a liberação do fluxo.

Estação de Tratamento de Efluentes (ETEs)

As ETEs são sistemas complexos nos quais estão envolvidos diversas etapas de tratamento. De forma geral, elas são semelhantes às fossas sépticas, com a diferença de que as fossas sépticas utilizam a força da gravidade para decantar os resíduos, enquanto as ETEs  bombeiam os efluentes até estações elevatórias.

Além disso, na estações de tratamento de efluentes, o biogás, resultado da digestão dos detritos e materiais orgânicos e composto por metano – altamente poluente –, é queimado a fim de se diminuir os níveis de poluição.

O metano, inclusive, pode ser utilizado como matéria-prima para a geração de energia, que pode ser reaproveitada pelo condomínio. Uma vantagem que proporciona economia nas contas de energia de todos os condôminos!

Limpeza de fossa com biorremediador

De todos, esse é o método mais eficiente, tecnológico e prático em se tratando de limpeza de fossas condominiais. Os biorremediadores são produtos que oferecem soluções naturais e duradouras à necessidade de manutenção periódica e tratamento de efluentes.

Biorremediadores são nada mais que bactérias benéficas que decompõem a matéria orgânica dos esgotos, degrada gorduras, proteínas e açúcares, entre outros compostos orgânicos. 

A vantagem dos biorremediadores é que eles são totalmente seguros para o solo, as plantas, os animais e os humanos. Além disso, ajudam a preservar o meio ambiente, justamente pelo fato de serem 100% naturais e sustentáveis.

Existem várias opções de biorremediadores no mercado. Produtos como o Fossa Trat, o mais conhecido e eficiente de todos, quando utilizados regularmente, ajudam a manter fossas limpas e livres de mau cheiro, dispensando a realização das trabalhosas limpezas mecânicas!

Então, gostou do nosso conteúdo? Que tal conferir nossas dicas infalíveis de cuidados com a limpeza de encanamentos? Não deixe, também, de acompanhar o blog da Fossa Trat, por aqui tem novidade toda semana! Até a próxima!

Fossa Trat solução bio sustentável

Equipe Fossa Trat, especialistas em soluções Bio-Sustentáveis e em como acabar com seus problemas de entupimento e mau cheiro!

Deixe uma resposta