Afinal, o que é e por que usamos caixas de gordura?

Fossatrat
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no facebook

Ela está em quase todas as casas e estabelecimentos, mas nem sempre é lembrada por todos os residentes. Responsável pela primeira triagem dos resíduos sólidos, advindos da pia, antes mesmo que a água que usamos nas tarefas do cotidiano chegue na ETE, ela retém os resíduos que possam obstruir o sistema de esgoto.

É com esse ar de mistério que começamos o post de hoje, no qual você aprenderá um mais sobre as caixas de gordura e receberá dicas de cuidados para manter esse sistema em perfeitas condições de uso. Confira:

O que é uma caixa de gordura?

A caixa de gordura é um armazém da rede de esgoto composto de um tanque, cuja principal função é separar a gordura proveniente do ralo da cozinha para que a mesma não chegue até a central de tratamento de esgoto.

Basicamente, há dois tipos de caixa de gordura: as de PVC e as de alvenaria. Caixas de gordura de PVC são menores e ideais para unidade familiar, uma vez que são mais fáceis de limpar e instalar, além de serem mais baratas do que as de alvenaria.

Desenho gráfico de uma caixa de gordura com entrada e saída

Caixas de gordura de alvenaria são mais comumente encontradas e ótimas para lugares grandes, dado que podem ser projetadas para armazenar uma maior quantidade de gordura. Restaurantes e açougues costumam optar por este tipo.

As caixa de alvenaria são sifonadas, ou seja, o recipiente para o armazenamento de gordura é interligado por um sifão que drena e separa o resíduo sólido do líquido; este passa por um segundo compartimento antes de chegar ao esgoto.

Por isso, é extremamente importante tomar cuidado com os resíduos que você dispensa nas tubulações de esgoto. Eles podem obstruir o sifão, impedindo-o de funcionar adequadamente.

Qual a importância de uma caixa de gordura?

As caixas de gordura são cruciais para manter a integridade e desempenho das tubulações de esgoto. Não à toa são encontradas em grande parte das residências e estabelecimentos comerciais.

De maneira simplificada, esses dispositivos promovem a filtragem dos materiais que descem pelos ralos do ambiente por meio de um sistema interno. No caso das caixas de alvenaria, isso acontece por intermédio do sifão.

Caixa de gordura aberta dentro da terra

Assim, a função basal das caixas de gordura é a remoção dos resíduos sólidos da água que escoa pelo encanamento, antes que a mesma chegue na central de tratamento de esgoto, onde será devidamente tratada e purificada – seja para voltar aos corpos de rios ou para o uso como água de reaproveitamento.

O problema se dá quando a caixa de gordura armazena gordura em excesso, em estado sólido. Ou seja, quando dispensamos gordura no ralo da pia, essa gordura é armazenada em um dos compartimentos da caixa e, com o decorrer do tempo, sofre o processo de petrificação, o que leva a caixa de gordura ao mal funcionamento.

Em outras palavras, quanto mais tempo você ficar sem fazer a limpeza de sua caixa de gordura, mais probabilidade ela terá de entupir. E, dependendo do grau de sujidade da caixa, é bem possível que a gordura volte pelo mesmo local de onde veio: pelo ralo de sua pia.

Cuidados a se ter com a caixa de gordura

Para que a sua caixa de gordura não entupa, é importante empregar alguns cuidados básicos, mas fundamentais! Afinal, você não quer passar pelo constrangimento de se deparar com litros e mais litros de gordura voltando para a sua pia em um almoço familiar de domingo, não é?!

Então, atente-se aos seguintes cuidados:

Não desentupa com soda cáustica

Se você é um leitor assíduo do blog Fossa Trat, já está mais do que ciente de que não se pode desentupir tubulações com soda cáustica. Isso porque a soda é um elemento bastante abrasivo, que pode causar reações alérgicas e queimaduras em quem a utiliza. É melhor ficar distante dela!

Soda cáustica sendo jogada no ralo da pia com um X vermelho na frente

Ao escoar pela tubulação e encontrar a gordura, essa substância também pode gerar o processo de saponificação, causando ainda mais a obstrução do sistema.

Não jogue restos de comida na pia

Este cuidado é básico e indiscutível. Jogar resíduos de comida no ralo da pia não só corrobora para o entupimento de sua tubulação, mas também não é recomendado porque todo o resíduo orgânico acaba sendo depositado na caixa de gordura, causando o seu mau cheiro, bem como o seu mau funcionamento.

Não despeje óleo quente no ralo da pia

Evite despejar óleo de cozinha diretamente no ralo de sua pia, principalmente se ele estiver muito quente. Isto porque o óleo quente, ao colidir com a água, tende a passar pelo processo de petrificação, sendo de difícil remoção.

Vai por nós, você não vai querer ficar retirando pedras e mais pedras de “sabão” de sua caixa de gordura. Evite o entupimento.

Prontinho! Agora você já está ciente sobre que consiste uma caixa de gordura e sua importância para a rede de tratamento de esgoto. Então, diz pra gente, o que achou do conteúdo de hoje?

Se gostou de nosso post, compartilhe-o com os seus familiares – afinal, caixa de gordura é um assunto de utilidade pública, concorda? E, não esqueça, para ficar por dentro das nossas postagens semanais, siga a Fossa Trat no Instagram.

Até semana que vem.

Fossa Trat solução bio sustentável

Equipe Fossa Trat, especialistas em soluções Bio-Sustentáveis e em como acabar com seus problemas de entupimento e mau cheiro!

Deixe uma resposta