Entenda como funciona a fossa séptica neste Guia Detalhado!

Entenda como funciona a fossa séptica neste Guia Detalhado!

Aqui na Fossa Trat, costumamos falar muito sobre fossas, afinal são mecanismos muito importantes para assegurar o esgoto em diversas regiões do país que não possuem a opção fornecida pelo poder público.

Mas você sabe exatamente como funciona a fossa séptica? Ela é uma das mais comuns, principalmente em locais residenciais. É preciso saber como sua estrutura permite receber os dejetos provenientes do esgoto da casa e o que acontece com ela durante o tempo de uso.

É por isso que, hoje, apresentaremos um Guia Detalhado contando tudo sobre o seu funcionamento. Quer saber mais? Então, acompanhe-nos neste post!

Saiba para que serve e como funciona a fossa séptica

Essas unidades primárias de tratamento do esgoto das casas são uma das mais comuns de serem encontradas, principalmente em cidades que o poder público não forneceu o tratamento de esgoto para a ligação das tubulações residenciais à rua.

Ela trata, mesmo que de forma simples, todo o esgoto doméstico que é despejado em seu compartimento. Esse cuidado básico é necessário para assegurar a saúde dos moradores da casa e do meio ambiente.

Em resumo, a fossa séptica tem o objetivo de guardar tudo o que sai das tubulações que, geralmente, saem do vaso sanitário de uma casa.

Ela trata para que os gases que ficam acumulados não prejudiquem tanto o redor, consequentemente, há menos impacto para o ambiente. Além disso, ela pode prevenir doenças causadas pelo esgoto, sabia? Como a cólera.

Mas, indo ao que realmente interessa, o seu funcionamento se dá por receber o que é despejado, assim, acontece a separação através de processos físico-químicos. Por exemplo, os sólidos ficam sedimentados em seu fundo, a gordura logo acima e os gases também ficam separados. A ideia é diminuir a toxicidade desses gases e os impactos que eles podem causar, assim eles podem ser liberados.

Processo realizado pela fossa séptica

A construção da fossa que receberá todos os dejetos deve ser realizada em uma distância segura da casa, de outras tubulações e de árvores que possam ter raízes muito grandes. Com os dejetos recebidos, há a sedimentação no fundo e a decantação. Assim, nele, deve conter uma válvula de escape, que é o local pelo qual os gases, depois de tratados e fermentados, passarão para o meio ambiente.

E isso não é o fim! Com a separação dos materiais sólidos, gasosos e líquidos, este último deve ser filtrado. A filtragem ocorre para tornar a água menos tóxica, o que a transforma em reutilizável. Mas não é potável!

O tanque para qual a água vai se chama sumidouro, que tem o objetivo de escoar todo o material que foi enviado pela fossa séptica. No entanto, é preciso verificar se essa fossa séptica vai precisar de um sumidouro, tudo depende do solo!

O sumidouro trata tudo e pode se encaminhar para outras tubulações para que a água possa ser usada. Em sítios, hortas e outros locais que precisam de irrigação, a água pode ser reaproveitada. Ela não é tóxica e não fará mal para quem consumir alimentos arraigados com ela, apenas não é potável para ser reutilizada no dia a dia.

Informações extras sobre como funciona a fossa séptica

As fossas sépticas podem ter mais de 1000 litros, tudo depende da quantidade de moradores na casa, mas é imprescindível que o seu tamanho seja de 1.250 litros. Além disso, sua construção pode ser feita de modo retangular ou circular, tudo vai depender de como será o seu projeto. É possível, ainda, comprar modelos que são pré-moldados ou aquelas já feitas no local.

De qualquer forma que seja, torna-se essencial que tudo seja pensado estrategicamente, afinal é um compartimento que deve durar muitos anos. Assim sendo, não seria nada agradável ter que esvaziar e construir ou reparar a fossa, não é? Não é o local mais higiênico, por isso haverá a necessidade de contratar empresas especializadas.

E para ajudar ainda mais, é possível usar outros compostos atóxicos que ajudam na decomposição da matéria orgânica, sabia? São os biodigestores naturais. Sua composição é de bactérias boas que ajudam a decompor toda a matéria que se encontra na fossa séptica sem dificuldades e dores de cabeça, atuando para uma limpeza mais eficaz e controlando o mau odor que pode surgir.

O melhor de tudo é que se você está com problema nas tubulações, o produto também resolve. Ele pode ser jogado no vaso sanitário, na pia ou ralo do banheiro para evitar o surgimento de insetos, controlar o fluxo de odor que sobe desses espaços e prevenir entupimentos, tudo de maneira natural.

Contate a Fossa Trat para conhecer mais sobre os produtos biodigestores ou trafegue pelo nosso blog. Aqui, temos muitas informações. Não deixe para depois o tratamento do esgoto de sua casa, evite gastos inesperados e outros problemas.

Para conferir mais assuntos assim, siga-nos e nos acompanhe toda semana, ok? Até o próximo post!

Deixe uma resposta