Mau cheiro em fossa: saiba as causas e como resolver

Fossatrat
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no facebook

Você já sabe que uma das alternativas para tratamento de dejetos é a fossa, correto? Tanto que existem inúmeros maneiras de construirmos uma como: fossa de pedra, biodigestora, séptica, seca, enfim, essas são algumas alternativas para exemplificarmos.

Agora, mesmo que sejam desenvolvidas de maneira diferente, elas têm uma característica em comum. Ocasionalmente sobressai o mau cheiro, e como não e anda agradável, nós vamos esclarecer dois pontos principais para você, as causas e o tratamento. Então, além de conhecer os motivos causadores do odor, também trouxemos para você o produto para tirar mau cheiro de fossa.

3 causas de mau cheiro em fossas

Por si só a fossa já abriga dejetos que apresentam odores mais pesados, o que acontece é esse odor pode voltar pelo encanamento para o banheiro, ralo da pia ou mesmo da lavanderia e se espalhar pela casa. Então, fique atento aos locais que trouxemos para você – onde é muito comum a presença do cheiro desconfortável – e use isso como dica de prevenção. Acompanhe a leitura para você entender melhor.

1. Sifão mal posicionado

sifao mal posicionado
sifao mal posicionado

Esta parte do encanamento é fundamental para manter o mau cheiro dentro do cano, isso porque apresenta um reservatório de água que impede a passagem de ar. Porém, pode acontecer de ser instalado da maneira incorreta, como uma ligação direta e, dessa maneira, o cheiro tem passagem livre para a casa.

O mais comum é o sifão sanfonado flexível em plástico branco que pode ter sua forma modificada, então, a melhor maneira de instalá-lo é em forma de U ou S. Em uma dessas formas é criado uma bacia que funciona como reservatório de água.

Agora, se em sua casa apresenta um sifão com copo pode ser que tenha entupido com algum dejeto, as vezes existe algum emaranhado de fios de barba, insetos, enfim, algum objeto obstruindo o curso da água que realçam o mau cheiro em casa.

2. Encanamento entupido

Se você joga o papel higiênico no vaso, igual nas casas europeias, saiba que para os encanamentos essa não é a melhor opção de descarte, claro que, este produto já produzido para ser biodegradável, contudo evite esta prática pois o papel molhado pode grudar em alguma curva do cano e futuramente entupir, então é melhor que você jogue no lixo.

Afinal, todos os descartes feitos no vaso sanitário podem grudar nos canos e obstruir a passagem de água como também acumular outras sujeiras e bactérias. Da mesma maneira que não é recomendado descartar o papel higiênico no vaso, não indicamos que jogue absorventes, algodões, gases, cotonetes, preservativos, embalagens, comidas, enfim, deixe este local apenas para o descarte de dejetos.

Claro que não é apenas no vaso que isso ocorre, o ralo do chuveiro também acumula fios de cabelo, principalmente em casas em que os moradores tem cabelo comprido, então, evite mandá-los pelo ralo. Após terminar seu banho, junte os fios no cantinho e jogue-os no lixo.

Outro local que também tem motivos para entupir é a pia da cozinha, afinal, é o local que mais recebe descarte de comida e gordura e ambos ficam grudados no encanamento causando obstrução da passagem. Sendo assim, procure tirar todos os restos de comidas dos panelas, formas e pratos, mesmo que sejam apenas grãos de café, eles também podem ficar parados em alguma curva.

Sabia que até na lavanderia o cheiro da fossa pode aparecer? Isso mesmo! Os tecidos soltam suas fibras de forma natural, por isso que, nesse caso é complicado evitar que aconteça. Mas as embalagens de bala, chiclete e doces, lenços de papeis e outros objetos deixados no bolso da calça podem ser tirados sim.

3. Fossa cheia

fossa cheia
fossa cheia

Como não é um local que vemos corriqueiramente, a fossa pode atingir seu limite máximo e exalar o mau cheiro. Aliás, você consegue identificar que a fossa precisa de limpeza quando os ralos apresentam um escoamento devagar, isto é válido para todos os ralos da casa como também ao dar descarga o vaso sanitário começar a borbulhar.

Também identificamos esses “sintomas” quando surgem algumas poças de água próximas a fossa, isso já é esperado visto que está cheia ou – até mesmo – quando a grama ao redor cresce rapidamente, acontece porque os dejetos contém uma parcela de nutrientes e, conforme vão se decompondo, entram no solo e fertilizam.

Então, vale a pena você conferir o conteúdo completo sobre esgotamento de fossa, mas antes vamos continuar falando sobre o tratamento.

Tratamento com produto próprio

Antes que você jogue qualquer produto na fossa, saiba que nem tudo faz o serviço da maneira correta. Claro que a fossa tem seu próprio sistema de neutralização de dejetos por meio de bactérias , mas nós podemos otimizar esse processo com um produto que não fere o meio ambiente.

O Fossa Trat é um limpador biológico que deixa a casa livre de insetos, limpa o encanamento sem estresse, além disso não agride o meio ambiente e, acima de tudo, deixa casa cheirosa. Além de manter a fossa limpa, também auxilia na manutenção de caixas de gordura e tubulações.

De modo resumido ele funciona assim: em sua composição estão os microrganismos vivos que são as bactérias do bem, as quais fazem a decomposição dos materiais orgânicos e dissolvem as partículas de gordura. Viu como é benéfico para o ambiente? É uma solução prática, econômica e natural.

Lembre-se de realizar a limpeza com o Fossa Trat, pois usar um produto que tenha alto teor químico ou impróprio mata as bactérias e tira toda a função renovável da fossa.

Gostou do conteúdo? Que tal conhecer um pouco mais sobre este produto inovador. Acesse o post completo sobre o Fossa Trat e conheça ainda mais benefícios de seu uso.

Ah, se ficar com alguma dúvida, entre em contato conosco pelo SAC.

Até mais!

Deixe uma resposta