Fossa e poço artesiano: funções, distância e cuidados

Fossatrat
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no facebook

A saúde da sociedade está diretamente ligada a forma como a água que utilizamos é tratada. O descarte correto de lixo, o controle de qualidade de água, as condições de higiene e a presença de um sistema de tratamento de esgoto são importantes para assegurar a redução de diversas doenças, além de possibilitar melhores condições habitacionais.

Consoante a isso, as unidades de tratamento primário de esgoto doméstico, nas quais são feitas a transformação da matéria sólida, são conhecidas como fossa séptica. A instalação dessas fossas são essenciais no combate de doenças patológicas, uma vez que evitam o descarte de dejetos humanos em nascentes e corpos de rios.

Sendo assim, o uso de fossas é crucial para a melhoria da condições de higiene não só das regiões rurais como daqueles que vivem em regiões, nas quais se ausenta o tratamento de esgoto.

Pensando nisso, no post de hoje você vai conhecer as funcionalidades e cuidados a se ter com a fossa séptica, além é claro da distância mais recomendada a se manter desta construção com o poço artesiano.

Fossas sépticas: o que são e como funcionam?

No Brasil, cerca de 34 milhões de residências não possuem rede de tratamento de esgoto e 80% dos resíduos gerados são lançados nos rios sem receber qualquer tipo de tratamento. Sendo assim, tais residências precisam contar com algum dispositivo seguro e capaz de tratar a água descartada. Dentre estes dispositivos encontramos a fossa séptica.

A fossa séptica caracteriza-se por uma caixa onde é feita a separação e a transformação da matéria sólida do esgoto, sua instalação nas residências é muito importante no combate de enfermidades, visto que evita o lançamento dos dejetos humanos diretamente nos rios.

 

Para que a instalação da fossa seja feita é importante cavar um buraco subterrâneo na superfície do solo na parte externa da residência, onde a ligação será feita por meio de uma série de tubulações.

Local aberto com fossa séptica

Ao entrarem na fossa séptica, os dejetos são tratados pelo ambiente anaeróbio, de modo que as bactérias que ali se encontram removem a maior parte da matéria orgânica e se reproduzem, o que pode gerar maior quantidade de sólidos (lodo de fossa), que precisa ser removida periodicamente.

Nesse sentido, é importante sempre fazer a manutenção das fossas sépticas, pois se o compartimento ficar cheio, pode transbordar, trazendo riscos socioambientais.

Já a parte líquida, a depender da estruturação da fossa, pode ser dispersada para uma vala de infiltração ou para um sumidouro, uma segunda escavação que escoa a água para o solo.

Distância mínima entre um poço artesiano e uma fossa séptica

Um poço artesiano é aquele compartimento perfurado, no qual as águas jorram espontaneamente do solo sem a necessidade de bombas. Assim, a pressão da água é em si mesma suficiente para que a mesma suba até a superfície, com a necessidade apenas de um equipamento capaz de controlar o escoamento da água.

Usado em residências, o poço artesiano conta com águas ricas em microbiota e sais minerais e tem uma grande relação com as fossas sépticas. Um poço mal construído, sem uma proteção necessária na superfície do solo, pode receber água residual com dejetos sólidos, vindo a contaminar o lençol subterrâneo.

Fossa séptica aberta fotografada de cima

Nesse sentido, é importante que a construção do poço e da fossa séptica respeite a distância de no mínimo 15 metros, evitando a possibilidade de contaminação da água. No entanto, além da preocupação com o distanciamento dessas duas construções, é muito importante realizar a proteção sanitária do poço.

Segundo as normas oficiais, é importante uma proteção superficial nos poços artesianos, como uma laje em concreto, uma cerca para evitar o livre acesso de animais e a vedação do poço na superfície.

Cuidados a se ter com as fossas sépticas

Encontradas em residências e em alguns estabelecimentos comerciais, as fossas sépticas são imprescindíveis, quando há a falta de tratamento de esgoto. Como vimos, um dos grandes problemas que podemos atrelar a esses compartimentos é a transbordação devido ao excesso de sujidade. Por isso, alguns cuidados são importantes, como os a seguir:

Caminhão que faz a limpeza de fossas

Limpeza periódica

A função essencial das fossas é a separação dos detritos sólidos dos líquidos. O excesso de sólidos dentro da fossa compromete a higienização e limpeza da água, logo é importante fazer a manutenção periódica da fossa, ao menos uma vez por ano.

Cuidado com o descarte indevido de dejetos

É importante se atentar aos detritos que serão despejados na pia da cozinha, por exemplo, para assegurar a qualidade da água tratada. O despejo de gordura e restos de alimentos pode causar o entupimento da fossa séptica, quando não, a saponificação do óleo, por isso, uma caixa de gordura é crucial.

Além disso, é muito importante fazer o descarte devido da gordura, considerando o processo mais correto de destino. Aliás, óleos usados são altamente indicados na produção de sabões, o que pode ser uma maneira efetiva de reutilizar o produto.

Contratação de um especialista

Para a construção e limpeza de uma fossa séptica é muito importante poder contar com profissionais altamente capacitados, uma vez que a limpeza sem segurança e sem os principais equipamentos pode danificar as tubulações que interligam a fossa.

Pessoa especialista em limpeza de fossa fazendo o seu trabalho

Portanto, para garantir que a fossa será construída respeitando os parâmetros de segurança e para assegurar que os detritos sólidos serão removidos com eficiência, não deixe de contratar um especialista de confiança para traçar esses serviços.

Confie na gente, você não vai querer ficar sofrendo depois tendo que gastar mais dinheiro na construção uma nova fossa.

Prontinho! Agora você já sabe as funcionalidades de uma fossa séptica e o distanciamento ideal de um poço artesiano. Então, conte nos comentários o que achou do post de hoje? Aliás, para não perder por nada nenhuma de nossas postagens semanais siga a Fossa Trat no Instagram.

Até mais.

 

 

Deixe uma resposta