Como funciona a bactéria para fossa?

Fossatrat
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no facebook

A bactéria para fossa, apesar do termo, na verdade, é benéfica. Descubra como ela funciona.

Ao ouvir falar sobre bactérias, muitas pessoas sentem repulsa, pensando em doenças e em outros problemas que esses micro-organismos podem causar. Mas você sabia que existem as chamadas “bactérias do bem”? É o caso, por exemplo, dos bilhões de bactérias que atuam em um organismo saudável, na flora intestinal, e, também, da chamada bactéria para fossa.

É importante saber que as fossas sépticas atuam como unidades de tratamento primário de esgoto residencial, realizando a separação e a transformação físico-química dos dejetos sólidos contidos no esgoto. E, para seu correto funcionamento, elas demandam a atuação de bactérias.

Compreenda melhor como funciona e quais os benefícios da bactéria para fossa a seguir. Acompanhe.

Como as bactérias podem ajudar no bom funcionamento da fossa?

As bactérias, assim como todos os seres, têm seu papel na cadeia ambiental. Entre suas funções, está a de decomposição de material orgânico morto e de detritos – e isso é bastante benéfico quando aplicado às fossas sépticas.

Na verdade, a fossa precisa desses organismos para seu bom funcionamento. Os detritos que chegam lá são o alimento de tais bactérias que os decompõem e transformam para que não prejudiquem a natureza. Desse modo, a bactéria para fossa “quebra” os resíduos que estão nesse receptáculo, os transformando em gases e líquidos, ajudando a deixar a água mais limpa para voltar ao meio ambiente.

Bactéria para fossa: como não destruir essa aliada?

Ocorre que diversos produtos químicos utilizados na rotina doméstica acabam eliminando as bactérias que favorecem a limpeza e o bom funcionamento da fossa – a água sanitária, a soda cáustica e o cloro, por exemplo, estão entre as principais fontes de eliminação. Como alternativa, os biorremediadores e os sabões naturais podem ser utilizados, pois possibilitam a proliferação das bactérias do bem, que vão atuar na decomposição dos detritos.

Biorremediadores: uma solução à base de bactéria para fossa séptica

As bactérias, como vimos, são muito importantes para o bom funcionamento das fossas, e elas podem ser inseridas por meio de produtos como os biorremediadores.

Esse tipo de solução tem em sua formulação bactérias para fossa que metabolizam, imobilizam ou absorvem gorduras, proteínas e açúcares. Ao contrário de outros produtos, os biorremediadores, como o Fossa Trat, não têm substâncias ácidas, sendo sustentáveis e não apresentando riscos à saúde ou ao meio ambiente.

Outro ponto favorável desses produtos biológicos é que eles ajudam a evitar o problema do mau cheiro, um grande inconveniente de fossas mal higienizadas. Ainda, eles atuam favorecendo a eficiência operacional da fossa séptica e reduzindo a necessidade de realizar as trabalhosas e demoradas limpezas mecânicas da fossa.

Para utilizar o biorremediador, inserindo as bactérias do bem na fossa, é simples: basta deixar o produto em água morna por 15 minutos, misturando bem seus pequenos grãos antes da aplicação. Então, é só despejar a quantidade indicada lentamente na fossa, preferencialmente em momento no qual ela não esteja sendo utilizada.

E então, ficou mais claro como funciona a bactéria para fossa? Você já sabia que esses micro-organismos podem ser seus aliados? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima!

Fossa Trat solução bio sustentável

Equipe Fossa Trat, especialistas em soluções Bio-Sustentáveis e em como acabar com seus problemas de entupimento e mau cheiro!

Deixe uma resposta